Livros, podcasts e vídeos para entender o Estoicismo e sobreviver ao caos

Há alguns anos, o Leandro e eu temos buscado uma vida mais simples e equilibrada. O Estoicismo, essa filosofia milenar, caiu como uma luva para nos ajudar a alcançar essa meta. E tem mais! Agora, em época de pandemia, foi essencial para lidar com as circunstâncias com mais serenidade.

Os exercícios e ensinamentos estóicos foram praticados por grandes pensadores, cientistas, empresários, artistas e políticos como o imperador Marco Aurélio, George Washigton, Thomas Jefferson, Tom Brady, Bill Clinton e Anna Kendrick. Reuni aqui alguns livros, podcasts e vídeos que podem te levar para o caminho de uma vida mais simples e equilibrada!

O que é o Estoicismo

O Estoicismo é uma filosofia que nos ensina a sermos mais tolerantes ao que não podemos controlar e a conviver em harmonia conosco, com a humanidade e com o universo. Foi fundada por volta de 300 a.c. e tem entre seus pilares: coragem, justiça, sabedoria e autocontrole.

“Muitas vezes, estamos mais assustados do que feridos; e sofremos mais com a imaginação do que com a realidade.”

— Sêneca

Uma das coisas que mais amo nos estóicos é o fato deles buscarem separar fatos de pensamentos. Nada é bom ou mal, as coisas são como são. O que pensamos sobre determinado assunto molda o significado dele. E nós temos o poder de reagir diferente e não sermos levados pelos nossos pensamentos.

Como explica o filósofo Epiteto, “ As coisas não inquietam os homens, mas as opiniões sobre as coisas. Por exemplo: a morte nada tem de terrível, ou também a Sócrates teria se afigurado assim, mas é a opinião a respeito da morte – de que ela é terrível – que é terrível. Então, quando se nos apresentarem entraves, ou nos inquietarmos, ou nos afligirmos, jamais consideremos outra coisa a causa, senão nós mesmos – isto é: as nossas próprias opiniões. ”

Mas isso é só um pedacinho dessa filosofia que abarca a “arte do viver bem”. São vários ensinamentos. Por isso, reuni alguns materiais de apoio que nós temos usado aqui em casa e que trazem frases, exercícios e reflexões para uma vida melhor. Veja aqui!

Meditações – Imperador Marco Aurélio

Marco Aurélio foi chamado de “último bom Imperador de Roma”. Mesmo sendo o comandante de todo um Império, nunca deixou o poder subir à cabeça e escrevia suas reflexões sobre virtude e sabedoria consistentemente em um diário. O resultado é o livro Meditações.

O livreto (

Sobre isso, o Imperador refletiu que todo dia podemos nos encontrar com pessoas mentirosas, invejosas e insolentes, mas que elas agem assim por ignorância. Devemos buscar entender isso e não nos afetar por elas, até porque elas também são “parcela da divindade”, como ele chamou. E tem mais! Marco Aurélio lembra que devemos tomar cuidado com as ações que tomamos quando somos tomados pela raiva, “Muito mais dolorosas são as consequências da raiva do que suas causas.”

Por fim, pense antes de sair por aí fazendo sermões sobre quem tá certo ou errado (o que eu mais tenho visto nas redes sociais hoje em dia). “Não perca mais tempo discutindo sobre o que um bom homem deve ser. Seja um”, escreveu o Imperador.

Podcast – Waking Up

Eu já escrevi aqui no blog algumas vezes sobre o Sam Harris. Seja por conta da meditação Headless ou do aplicativo de meditação dele. É dentro desse app de meditação que tem umas aulas bem legais sobre estoicismo.

Dentro dessa série de aulas, criadas pelo William B. Irvine, nós somos apresentados a vários exercícios estóicos. O Leandro e eu amamos!!!! Um dos desafios é imaginar perder algo que tem hoje. Como a morte dos seus filhos, dos seu pais, companheiro ou alguém que você tem hoje com você e que você ama. Imagine a morte deles, como seria? Como você se sentiria?

Eu sei… parece cruel e mórbido. Mas é muito bom! Você passa a valorizar mais a vida que tem agora! Isso é bom por dois motivos. Primeiro, você “lembra” como é bom ter essa pessoa agora e como tem que investir mais nessa relação enquanto ela é possível. Todo mundo vai morrer!!! Inclusive você.

Segundo, você para um pouco de viver achando que sua vida vai ser boa no futuro. Você passa a valorizar o presente. Esse exercício vale para outras coisas. Pense na sua cama, no seu chuveiro quente, na sua comida. E se tudo isso desaparecesse?

Outro exercício estóico é, inclusive, fazer essas coisas desaparecerem. Coloque-se em situações desconforto. Banho gelado, jejuar, dormir em barraca… A lógica é não ser refém do que te traz conforto, para não surtar se tiver que passar por uma situação em que seja privado de algum desses confortos. O podcast tá em inglês, mas tem alguns vídeos com legenda no youtube.

Vídeos – Lúcia Helena Galvão

Sou apaixonada por essa mulher!!! Lúcia Helena Galvão é uma filósofa e professora de mão cheia. Ela destrincha livros e sabedoria em vídeos no Youtube. Ela tem uma didática, firmeza e leveza incríveis. Descobri por meio da minha mãe, fã da professor e dos vídeos da Nova Acrópole, escola de filosofia onde Lúcia Helena dá aula.

No canal da escola contei mais de 12 vídeos em que ela fala sobre o estoicismo. Seja explicando a filosofia em si, quanto livros que abordam o tema. Em um dos vídeos, por exemplo, ela fala do livro As relações humanas, de Sêneca. No início, a professora já traz toda explicação histórica sobre o Estoicismo.

No do vídeo, ela cita um trecho de Sêneca “reivindica o teu direito sobre ti mesmo e o tempo que até hoje foi levado embora, foi roubado ou fugiu, recolhe e aproveita esse tempo. Convence-te de que é assim como te escrevo: certos momentos nos são tomados, outros nos são furtados e outros ainda se perdem no vento. Mas a coisa mais lamentável é perder tempo por negligência. Se pensares bem, passamos grande parte da vida agindo mal, a maior parte sem fazer nada, ou fazendo algo diferente do que se deveria fazer.” Amo esse alerta sobre o que fazemos do nosso tempo.

Em outro vídeo, ela comenta textos que falam sobre a morte. Os estóicos lembram que morremos todos os dias. É preciso se acostumar com isso. E se temos mais consciência disso, valorizamos mais cada momento da nossa vida. Aceitando o que não podemos mudar, mas criando coragem para mudar o que podemos.

Estoicismo em tempo de pandemia

Por fim, numa época de pandemia, em que muitos não conseguem ficar em casa, vale lembrar que os estóicos destacam a importância de ficarmos em paz sozinhos. É de Sêneca a frase “A principal indicação de uma mente bem ordenada é a capacidade de um homem permanecer em um lugar e permanecer em sua própria companhia.”

Isso é mega importante pra mim. Escrevo também sobre turismo, sou energizada por viagem e contato humano e sempre repeti para mim mesma que fico louca se ficar parada. Está sendo a hora de contar outra história para mim e aprender a aproveitar esse tempo para o autoconhecimento e crescimento pessoal. Tente esses exercícios por aí também!

Se quiser receber mais material como esse, basta assinar nossa newsletter!

Posts Relacionados

O melhor roteiro de 3 dias na Cidade do México: O que fazer!

É seguro viajar de avião no primeiro trimestre da gravidez?

Planeta verde (DF) une hospedagem na natureza, terapias alternativas, comida orgânica e uma paz sem igual. Perfeito para retiros!

1 comentário

diogenes antero lourenco 29 de março de 2021 - 14:41
Bacana! vou tentar seguir esses ensinamentos. nesses tempos nebulosos, acho q vai ajudar muito.
Adicionar comentário