Caminho primitivo de santiago de compostela: primeira etapa

Confesso que pensei em arranjar uma desculpa qualquer e abandonar esse projeto. Ainda faltavam 10 quilômetros e tudo doía. Meu quadril, minhas costas, minha perna e, especialmente, meu pé.

Nao sei o que aconteceu. Eu tenho o mínimo de preparo fisico, mas minha mochila pesava horrores no meu quadril e meu pé esquerdo estava moído. Os músculos pareciam estar retorcidos, nunca senti nada assim. Minha cara era de tanta dor, que um senhora espanhola me viu no meio do caminho, puxou uma cadeira em frente à casa dela, me fez sentar, trouxe água, frutas e biscoitos caseiros. Conversou comigo, me deixando mais tranquila.

Logo em seguida encontrei o Korel, um jovem de Taiwan que fez questão de me acompanhar até o próximo albergue.

Nao é à toa que o Caminho Primitivo é escolhido pela minoria dos peregrinos: ele não é fácil. Neste primeiro trecho, são 30 quilômetros de subidas e descidas íngremes, a maioria das vezes no meio do nada. Mas a paisagem compensa! Passamos por vilarejos, campos com aquelas vaquinhas de comercial de chocolate suíço, chalés com fumaça saindo e velhinhas de avental acenando para você, além de rios dignos dos cenários do Senhor dos Anéis.

Para quem vai fazer este trecho, ficam os avisos: nos primeiros 25 quilômetros, você só encontra DOIS restaurantes. O albergue fica em San Juan Villapanada e a diária custa cinco euros. Quem te recebe é o senhor Domingos, um amor de pessoa.

A cidade não tem nada. Nada mesmo! São só 10 casas. Logo, compre na cidade anterior tudo que você vai precisar no dia seguinte. O jantar é comunitário, todos levam um pouco de cada coisa e sentamos juntos à mesa. É a coisa mais gostosa do universo celebrar com outros peregrinos esta experiência e trocar informações com gente de todo o mundo todo!!! Acostume-se com isso, porque como são poucos os peregrinos deste caminho, vocês vao acabar se unindo!

Ah! Uma última dica: sempre chove por lá, mesmo no verão. Então deixe sua capa de chuva fácil, porque você vai precisar dela!

Veja o vídeo que fiz com alguns dos momentos dessa primeira etapa:

Posts Relacionados

Novos Motorhomes para alugar em Brasília! Veja modelos

Descubra o chalé dos sonhos para relaxar ou ter uma noite romântica em Brasília

Recanto Carvalho (Fercal) une passeio rural pela natureza e história de Brasília

10 comentários

Álef 23 de abril de 2017 - 13:11
Incrível, Bárbara! Parabéns pela iniciativa, e sucesso ao blog!
Bárbara Lins 24 de abril de 2017 - 11:28
Muito obrigada, Alef!!!! = )
Gustavo Coelho 18 de junho de 2018 - 13:13
Bárbara em qual época você fez o Caminho Primitivo? Pergunto isto pois irei fazer em Setembro próximo. Obrigado.
Bárbara Lins 18 de junho de 2018 - 19:18
Oi, gustavo! Fiz em abril! Peguei uma chuvaaaaa! Acho setembro uma excelente época!
Loriana 11 de outubro de 2019 - 18:50
Olá! Fez fez o caminho primitivo sozinha? Estou planejando fazer o caminho em abril de 2020, não decidi a rota ainda, mas estou balançada pelo primitivo (apesar da dificuldade) por causa da distância e, consequentemente, dos dias que levarei pra fazer. Mas como é o menos eecolhido e tem menos gente, fico pensativa se é seguro fazer sozinha. O que acha? Como era sua rotina? Saía que horas e chegava que horas? Abraço!
Bárbara Lins 13 de outubro de 2019 - 18:47
Loriana, eu saia todo dia 7h da matina e chegava por volta de 17h. Mas parava para comer. Fui sozinha sim, mas fiz amigos lá. Tem horas que eu não via uma alma penada, entretanto não me senti insegura não. Foi exatamente o que eu precisava e o que eu queria. = )
Cristina Valentim 29 de dezembro de 2019 - 18:29
Oi Barbara, fiz o Português em junho/16. Estou organizando o primitivo para 09/2020. Estou receosa de não aguentar.
Bárbara Lins 29 de dezembro de 2019 - 18:34
Oi, Cristina! Se eu aguentei sem nunca ter feito nada, você aguenta sim!!! São poucos dias. A paisagem e as pessoas ao longo do caminho te dão força. Sério mesmo.
Vander 17 de fevereiro de 2020 - 10:28
Barbara, que mês fizeste o Camino Primitivo?
Bárbara Lins 21 de fevereiro de 2020 - 18:03
abril, vander
Adicionar comentário