Cavernas do Peruaçu: Visite em 360 a Gruta Bonita!

Elas estão na minha lista de desejos há muito tempo. Mas enquanto não pego a estrada, descobri tudo sobre as Cavernas do Peruaçu. E mais! Arranjei até um jeito de visitar a região sem sair do sofá de casa! Saiba agora como é, quanto custa, como chegar e a melhor época para visitar as Cavernas de Peruaçu.

Já começo o post dando um gostinho para vocês do que são as Cavernas do Peruaçu. Essa tecnologia é um oferecimento Alexandre Lobo @natureza_subterranea! Hehehehe. Ele é um dos espeleólogos mais incríveis desse Brasil e além de estudar e mapear cavernas, manja muito de vídeo e fotografia. Inclusive 360 e Realidade Virtual. Tanto que uma das fotos mais curtidas do meu insta @babilins é dele!

Foi com ele que eu consegui o mapeamento com Realidade Virtual da Gruta Bonita, uma das Cavernas do Peruaçu. Ela é a única caverna totalmente escura aberta à visitação em Peruaçu. Entrando no vídeo você descobre que ela é repleta de salões e galerias com espeleotemas. Ela é uma das cavernas do Peruaçu que tem nível de dificuldade leve. Veja por você mesmo como é tranquilo andar por lá!

Como visitar as Cavernas do Peruaçu

O Parque Nacional Cavernas do Peruaçu é um local que ganhou maior visibilidade depois que blogueiros de viagem descobriram que o destino é mega instagramável. É lindeza demais!!! São cavernas colossais com sítios arqueológicos de importância internacional.

As Cavernas do Peruaçu ficam na região Norte de Minas Gerais, a cidade mais próxima com aeroporto é Montes Claros. São tantas atrações que você precisa de, no mínimo, três dias para conseguir ter um gostinho de toda a grandeza do local. Você precisa montar o roteiro de acordo com seus interesses e preparo físico.

Para acessar os atrativos do Parque é necessário contratar um guia. No site do ICMBio tem uma lista com todos os condutores autorizados. Cada condutor pode levar de 4 a 8 pessoas, no máximo. Depende da dificuldade do atrativo.

Os principais atrativos do Parque Nacional

Bem… depois do Instagram, a Gruta do Janelão ganhou destaque absurdo e é hoje uma das principais atrações do Parque Nacional Cavernas do Peruaçu. É que está localizada a maior estalactite do mundo!!!! A Perna de Bailarina, com 28 metros. E é lá também que tem aquele Janelão, com uma passagem de água e um caminho lindo que rende belíssimas experiências. Todo o passeio leva em torno de 5 horas e a dificuldade é de média para pesada.

Foto: Rainer Seffrin

Para quem busca arte rupestre, uma boa pedida é visitar a Lapa dos Desenhos. A trilha até lá é fácil e ela possui grandes painéis de arte rupestre pré-histórica. Esses painéis ficam logo na entrada, o que facilita a visita. São diferente formas e cores, onde é possível observar toda riqueza do Parque Nacional Cavernas do Peruaçu, tanto em estilo quanto em técnicas. Todo passeio leva duas horas e meia.

Foto: acervo ICMBio

Cadê a galera roots aventureira? Pra essa turma a recomendação nas Cavernas do Peruaçu é a Trilha do Arco do André, que leva 7 horas! Ela tem mirantes únicos, cavernas monumentais e passagem pelo Rio Peruaçu. O visitante encontra centenas de espécies de plantas com grande potencial medicinal e alimentar e animais que só existem na região, sendo que muitos deles estão na lista de espécie da fauna ameaçadas de extinção.

Foto Renato Machado

A melhor época para visitar as Cavernas do Peruaçu

Então… se você quer ver tudo verdinho, vá entre outubro e março, época de chuva. Já se quer evitar se molhar, vá na estação da seca, no meio do ano, ali entre abril e setembro. O clima anda meio louco, então é melhor chegar o Inmet antes.

Vale lembrar que lá é quente demais da conta! As temperaturas ultrapassam 40 graus fácil no período mais quente do dia. E na seca tem ocorrência de incêndios florestais.

Foto Acervo ICMBIO

Outra coisa, as Cavernas do Peruaçu só funcionam de quarta a domingo para visitação. De 8h às 18h e tem que agendar antes. Para chegar lá você pode precisa de carro. A sede do Parque fica na comunidade do Fabião I, às margens da BR 135, km 155. Partindo de Januária, são 45 km.

Para mais informações, acesse o site do ICMBio!

Venha para o Time dos Descobridores!

Se você mora ou tem viagem para o Cerrado e o Centro-Oeste, saiba que o site tem dezenas de atrações diferentonas para quem quer sair da mesmice. Para saber mais, clique aqui. Se quiser receber atualizações do blog, é só assinar nossa newsletter!

No insta @babilins também conto tudo!

Posts Relacionados

Moulin Vert tem animais, piscina aquecida e muito mais para quem busca o que fazer com criança em Brasília

Chalés para alugar e sinalização reforçada: Cachoeira do Indaiá, pertinho do DF, tem novidades!

Os 8 melhores lugares para ver o pôr do sol em Brasília 

3 comentários

ISABEL SILVA 23 de abril de 2021 - 07:18
Ola! Você havia postado sobre outros lugares no entorno de Brasília, não foi? Não acho mais por aqui 😕😕😕
Bárbara Lins 1 de maio de 2021 - 08:08
Isabel, procura na lapinha. Escreve Brasília e vai passando as páginas. Tem muita coisa. E vc me deu uma boa ideia! Vou criar um guia!!!
Alexandre Lobo 6 de outubro de 2021 - 22:44
Adorei!!! Obrigado, Bárbara!!!
Adicionar comentário